Dados do Setor

O mercado de TV por Assinatura não só evolui constantemente, como também quantifica a sua evolução embasado em diversas pesquisas, gráficos e indicadores que comprovam sua trajetória de crescimento. Conheça os principais dados do setor:

Principais Indicadores

Indicador

2015 - 2º Trim

2015 - 1º Trim

% Trim

2014 - 2º Trim

% Período

Assinantes TV por assinatura

19.605.772

19.657.679

-0,3%

18.992.801

3,2%

Assinantes Banda Larga

8.029.041

7.769.291

3,3%

7.309.671

9,8%

Faturamento Total

R$ 7.821.940.806

R$ 7.693.751.974

1,7%

R$ 7.461.858.861

4,8%

Empregos Diretos e indiretos

123.941

134.841

-8,1%

114.935

7,8%



Evolução do Número de Assinantes de TV por Assinatura

O número de assinantes de TV por Assinatura apresentou retração de 0,3% no segundo trimestre de 2015. A comparação com o mesmo período de 2014 apresenta crescimento 3,2%. Conforme a Anatel, a quantidade de assinantes em julho é de 19,6 milhões.

Fonte: PTS até 2008 – Anatel/ABTA a partir de 2009 - mês base: Junho/2015

Assinantes por tecnologia

Fonte: Anatel/ABTA - mês base: Junho/2015

Evolução do Número de Assinantes Banda Larga

O número de assinantes de internet banda larga chegou ao final do trimestre em 7,8 milhões, com um crescimento trimestral de 2,8% e de 13,0% sobre o mesmo período do ano anterior.

Fonte: Estimativa PTS - mês base: Junho/2015

Faturamento do Setor

A receita operacional bruta de TV por assinatura com mensalidade, banda larga e outros (sem incluir publicidade dos canais – dados anteriormente divulgados pelo Intermeios) no segundo trimestre de 2015 foi de R$ 7,8 bilhões, acréscimo de 1,7% relação ao trimestre anterior e de 4,8% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. O percentual do faturamento estimado pela ABTA corresponde a 36% do total.

Fonte: ABTA e Projeto Inter-Meios - mês base: Junho/2015

Faturamento com publicidade

Dados disponíveis somente até dezembro de 2014

Fonte: Projeto Inter-Meios - mês base: Novembro/2014

Geração de Empregos

O nível de empregos diretos diminuiu 4,1%, e o de terceirizados 9,1% no segundo trimestre do ano. No total, a força de trabalho decresceu 8,1% no trimestre e cresceu 7,8% em relação ao mesmo período de 2014. O total de postos de trabalho no segundo trimestre é de 123.941.

Fonte ABTA/SETA - mês base: Junho/2015